BannerAseguir3

Movimento Luto por Bebedouro realiza protesto para cobrar resposta do MPF

Por Pedro em 29/09/2020 às 09:59:48

Mais de 40 dias: este o tempo que os moradores do Flexal de Baixo e Flexal de Cima, em Bebedouro, aguardam uma resposta do Ministério Público Federal (MPF) sobre a inclus√£o de seus imóveis na √°rea de criticidade m√°xima em fun√ß√£o da minera√ß√£o da Braskem, tendo em vista as fissuras e rachaduras, além do afundamento de solo sofrido nas casas, tornando tr√™s a cada quatro casas da localidade em habita√ß√£o de alto risco e que deve ser evacuada imediatamente. A avalia√ß√£o foi feita por um engenheiro independente, que avaliou dezenas de casas e fez um laudo que foi entregue ao MPF.

Por causa desta demora, o Movimento Luto por Bebedouro realizou, na manh√£ desta segunda-feira (28), um protesto pacífico, na Pra√ßa Lucena Maranh√£o, em Bebedouro, para cobrar do MPF uma resposta n√£o somente da inclus√£o dos imóveis, mas também de uma visita do órg√£o ao bairro, para poder visualizar a situa√ß√£o e também uma reuni√£o com representantes dos moradores, ainda que de forma virtual.

"É um descaso. Querem marcar a reuni√£o para 16 de novembro, depois das elei√ß√Ķes, como se fosse uma causa política, quando, na realidade, é uma causa de vidas. Dia a dia as pessoas est√£o adoecendo por n√£o saberem como ficar√£o, por verem seu patrimônio, suas memórias e convívios serem tirados deles, e, por outro lado, o descaso do poder público. A Braskem precisa ser responsabilizada e as famílias indenizadas antes de saírem de suas casas. É urg√™ncia", defende Israel Lessa, líder do Movimento Luto por Bebedouro.

Ele lembra que recentemente a Braskem apresentou um novo mapa, que mostra as √°reas de criticidade atual e um círculo de √°reas de criticidade futura. "Criticidade futura? Estes locais j√° est√£o com imóveis danificados, como o Colégio Batista de Bebedouro, que est√° cheio de rachaduras e n√£o t√™m condi√ß√Ķes de receber alunos. O perigo é agora, n√£o é futuro", destaca Lessa.

Além de moradores do bairro de Bebedouro e líderes comunit√°rios, o protesto contou ainda com a presen√ßa de moradores de outros bairros afetados, como o Pinheiro, através da Associa√ß√£o dos Empreendedores do Pinheiro, Bom Parto e também do Saem, que j√° apresenta fissuras e rachaduras em ruas e imóveis.


maple 1

Coment√°rios

META