sebrae 728x90
arapiraca nov e dez
Gov. TEM,TEM,TEM - abril

A Prefeitura de Maceió abandona prédios comprados por mais de R$ 10 milhões no Centro da cidade

Por Redação em 02/04/2024 às 12:38:56
Reprodução

Reprodução

Enquanto desembolsa mais de R$ 2,9 milhões à CNEC para realizar obras em uma área do Estado sem autorização, o prédio da antiga rodoviária de Maceió, no Poço, a gestão do prefeito João Henrique Caldas, o JHC (PL), mantém dois grandes imóveis abandonados bem próximos dali, no Centro de Maceió. Trata-se de um novo centro administrativo destinado a abrigar o gabinete do prefeito, secretarias municipais e órgãos da administração pública. Foi com essa premissa que a Prefeitura de Maceió adquiriu por mais de R$ 10 milhões os edifícios Palmares e Ary Pitombo, localizados no Centro da cidade e pertencentes ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). A compra foi efetuada em julho de 2023 e, nove meses depois, a situação dos dois prédios permanece inalterada: abandonados. Ambos os imóveis estavam desativados há anos e foram alvo de diversas ações de vandalismo ao longo do tempo, até se transformarem praticamente em esqueletos. Nesta terça-feira (2), a reportagem visitou os dois prédios e não encontrou indícios de obras em andamento.

As autorizações para a compra dos edifícios Palmares e Ary Pitombo foram publicadas no Diário Oficial da União em 29 de maio. O edifício Palmares foi adquirido por R$ 5.472.000,00, enquanto o edifício Ary Pitombo teve um custo de R$ 4.600.000,00, totalizando um investimento de R$ 10.072.000,00 por parte da Prefeitura.

Em entrevista neste final de semana, o secretário de Infraestrutura de Alagoas, Rui Palmeira, sugeriu que a realização de obras no prédio CNEC, no Poço, pode ser uma manobra desnecessária da Prefeitura de Maceió. "Assim como falamos sobre o prédio do INSS (no Centro), que poderia ser destinado à habitação, a prefeitura agiu rapidamente, comprou e deixou lá do mesmo jeito, abandonado. Acho que é uma picuinha desnecessária. Ninguém sai ganhando com isso", afirmou Palmeira. O ex-prefeito de Maceió, Rui, referia-se ao caso do espaço do Colégio Cenecista de Maceió, que será transformado em 160 apartamentos do Minha Casa Minha Vida na capital alagoana, embora tenha sido anunciado pela Prefeitura como uma futura creche para 500 crianças.

O local está passando por um processo de reintegração de posse que deverá ser concluído até sexta-feira (05), segundo informou o secretário Palmeira, uma vez que originalmente pertencia ao Governo do Estado antes de ser cedido em comodato para a Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (CNEC).

A reportagem entrou em contato com a prefeitura de Maceió para obter informações sobre o motivo pelo qual as obras nos prédios comprados por um valor milionário ainda não foram iniciadas, mas até o momento não obteve resposta. O espaço permanece abandonado.

Os edifícios, que anteriormente abrigavam o escritório regional do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), foram adquiridos diretamente da União. Problemas estruturais levaram ao fechamento desses locais pelo INSS.

Fonte: Redação com assessoria

Comunicar erro
banner tvsampaio 728x90 - local 6
CAMPOS
Detran 20-27.10
CESMAC 50 - NOV2023
Clinica Sesi 25.03

Comentários

banner TAVARES - 728X90 - 2
banner tv sampaio - local 3
p.contas GOV