FOUR
FOUR 2
FOUR 3
prefeitura

Rodrigo Cunha pode ser o primeiro arapiraquense eleito governador de Alagoas

Por Redação em 24/11/2021 às 10:27:54

As eleições de 2022 podem reservar mais um capítulo histórico para a cidade de Arapiraca. Claro que há uma série de condicionantes, mas se o senador Rodrigo Cunha (PSDB) se candidatar ao cargo de governador do estado, superar os adversários e vencer as eleições, será o primeiro governador arapiraquense, de fato, eleito pelo povo alagoano.

Vários municípios do interior de Alagoas já elegeram governadores – e até mesmo "estrangeiros" foram chefes do nosso executivo. Só para citar os eleitos dos anos 90 até agora, Geraldo Bulhões, o GB, era de Santana do Ipanema, Alto Sertão alagoano; Divaldo Suruagy havia saído de São Luiz do Quitunde, na zona da mata; Ronaldo Lessa é maceioense, Teo Vilela veio da bela Viçosa, e Renan Filho saiu lá de Murici.

Do Sertão à Zona da Mata, passando pela Capital, todas as regiões já foram representadas pelo chefe do poder executivo estadual, primazia que ainda não coube à Arapiraca – claro, com exceção do ex-vice governador Luciano Barbosa, que não foi eleito para o cargo, e não chegou a exercê-lo de fato, fora algumas ocasiões esporádicas.

Rodrigo Cunha pode ser esse primeiro representante – e em alto estilo. Primeiro, porque não é um aventureiro fabricado na política. Sua mãe, a deputada federal Ceci Cunha, era a mulher mais querida da política alagoana quando foi brutalmente assassinada ao voltar de sua diplomação, em 1997. Como se estivesse no DNA, Rodrigo foi lenta e naturalmente galgando os espaços que, se viva, pertenceriam à sua mãe.

Primeiro como destacado superintendente do Procon, fazendo um trabalho técnico impecável, de onde ganhou notoriedade para entrar na política, como o mais votado deputado estadual de Alagoas, e seus mais de 60 mil votos. E após um representativo mandato parlamentar na Casa de Tavares Bastos, foi alçado à condição de senador mais votado da história alagoana, com quase 900 mil votos.

As pesquisas divulgadas até agora dão ampla vantagem ao senador, que ao seu estilo, até agora não se manifestou como candidato ao governo do estado – permitindo até mesmo movimentações dentro de seu grupo político pela vaga que lhe cabe. Rodrigo age assim, sereno, focado no seu trabalho como parlamentar, sempre.

Foi assim em 2014, quando decidiu ser candidato a deputado, e em 2018, quando anunciou sua intenção de concorrer ao senado. Por que seria diferente agora?

Arapiraca merece um governador por quatro anos, um verdadeiro e legítimo filho da terra de Manoel André. Rodrigo se credencia a esse posto. E Arapiraca espera que este arapiraquense honre o destino herdado de uma das mais queridas mulheres que já viveram na capital do Agreste.

Fonte: 7 segundos

Comunicar erro
camara
prefeitura

Comentários

governo