prefeitura

Pilar: Prefeitura lança edital para a 1ª escola pública bilíngue de Alagoas

Por Redação em 06/01/2022 às 11:30:47

O Município do Pilar avança na oferta de educação pública e de qualidade. Nesta quarta-feira (05), foi publicado o edital para preenchimento das 60 vagas destinadas à primeira escola pública bilíngue de Alagoas. A unidade vai funcionar, temporariamente, na Escola Municipal Jarbas Passarinho, na Chã do Pilar, reunindo estudantes do 1º ano do ensino fundamental.

O edital traz todas as normas para ingresso na escola bilíngue, considerando o Plano Municipal de Educação do Pilar para o ano letivo que se inicia. O pai de aluno interessado deve se dirigir, com toda a documentação necessária, ao Espaço Cultural Mestre Bida, também na Chã do Pilar, para fazer a pré-matrícula até o dia 14 de janeiro.

O resultado da pré-matrícula, por sua vez, será conhecido no dia 19, com a confirmação ocorrendo a partir do dia seguinte. Já o ano letivo no Centro Integral de Ensino Fundamental Bilíngue do Pilar terá início no dia 14 de fevereiro.

Trinta vagas serão destinadas para estudantes oriundos da rede municipal, enquanto as demais serão preenchidas por alunos que cursaram, também no ano passado, a pré-escola na rede privada de ensino.

Outro requisito constante no edital é a frequência escolar mínima obrigatória de 75% em 2021. O aluno também deve ter seis anos de idade completos ou a completar até 31 de março de 2022. Já o estudante oriundo da rede pública deve ser beneficiário do programa Bolsa Família, enquanto aquele que deixou a rede privada precisa comprovar renda familiar não superior a três salários mínimos.

Para o prefeito Renato Filho, garantir a oportunidade de também aprender outra língua que não o português impulsiona, sobremaneira, a formação educacional dos jovens pilarenses.

"Estima-se que apenas 5% da população brasileira sabe o básico de inglês. E a educação bilíngue vem ganhando força em meio a um cenário que exige cada vez mais capacitação de todos nós. É por isso que decidimos também investir no ensino da língua estrangeira de forma integrada às outras matérias, como geografia e matemática. Nossos alunos só têm a ganhar", avalia o gestor.

Comunicar erro
camara

Comentários

governo