Carta aberta para 2021 - Por Gabriela Pachioni

Por Gabi Pachioni em 05/01/2021 às 10:44:53

Reprodução: Pinterest

Oi, 2021.

Engraçado pensar em tudo o que aconteceu em 2020, toda dor, todo medo, toda insegurança, nos últimos segundos para um presságio, para passagem, para o início da nova jornada estava eu sentada em um sofá, rodeada de pessoas que tornaram meu 2020 um pouquinho especial. Passava-se um filme na minha cabeça no exato 5 minutos antes da meia noite, posso dizer que passei por um dos anos mais difíceis da minha vida como você leitor também deve ter passado, tive perdas, porém, foi um dos anos que eu mais aprendi.

Tive a oportunidade de aprender que não importa o tanto de coisas que você conquiste nessa terra, você não leva nada. E o que fica são as memórias que você construiu com pessoas que você ama, no final são essas memórias que nos fazem continuar vivos. Aprendi sobre a fragilidade da vida, aprendi que a morte não é um adeus, mais um até breve.

Tive a oportunidade de aprender que nada é para sempre. Hoje você tem um bom emprego, hoje você tem saúde, hoje você tem uma família, amanhã é incerto, desfrute dessa dádiva chamada de presente. Aprendi que o dinheiro não traz felicidade, aprendi que o trabalho dignifica o homem, contudo, em excesso traz angústia e solidão.

A, 2021, tive a oportunidade de perceber o tamanho de uma força que estava guardada esperando para ser despertada dentro dessa minha mulher selvagem, foi difícil, foi duro, tantos pensamentos de desistência, mas eu sobrevivi, sobrevivi a 2020, e o que tenha para ti 2021 é gratidão.

Gratidão por ter me feito perceber que apesar do calendário marcar 01/01/2021, a mudança só pode acontecer dentro de mim, se não é apenas mais 1 dia.


maple 1
META