sebrae 728x90
arapiraca nov e dez
Gov. TEM,TEM,TEM - abril

Implementar o novo Enem em 2023 deve ser desafio para o governo eleito

Por Redação em 28/11/2022 às 09:07:54
Reprodução

Reprodução

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passar√° por mudanças nos próximos anos. O exame ter√° que ser adequado ao novo ensino médio, que reformou o currículo dessa etapa de ensino. A previsão é que o novo modelo seja aplicado a partir de 2024. A Ag√™ncia Brasil conversou com especialistas sobre o futuro do maior exame de ingresso no ensino superior do país.

"Nós temos uma mudança tão grande se aproximando e a escola precisa saber, sem sombra de dúvida, exatamente o que vai ser exigido dos seus estudantes. Isso é muito urgente", diz o professor emérito da Universidade Federal de Minas Gerais Chico Soares. "Isso é um tema que tem que ser tratado logo no início da nova gestão. Existem diferentes soluções, mas não temos solução que seja aceita por todos os atores desse debate".

Soares é ex-presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e é também ex-membro do Conselho Nacional de Educação (CNE), onde foi um dos relatores da chamada Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento que define o mínimo que deve ser ensinado nas escolas em todas as etapas de ensino.

Em março deste ano, o Ministério da Educação (MEC) divulgou as principais mudanças que deverão ocorrer no Enem a partir de 2024. O exame passar√° a ter uma primeira prova voltada para conhecimentos previstos na BNCC e redação e uma segunda, voltada para a formação específica que os estudantes receberão no ensino médio.

As alterações estão previstas em parecer do CNE e foram discutidas também com v√°rios atores, como o Conselho Nacional de Secret√°rios de Educação (Consed), que reúne os secret√°rios estaduais de Educação, respons√°veis pelas escolas públicas onde est√° matriculada a maior parte dos estudantes do ensino médio.

Para Soares, esta é uma oportunidade de o país revisar o que é ou não necess√°rio para o aprendizado nas escolas. "O Enem pauta o ensino médio. Se o Enem pautar bem, o nosso estudante vai estudar e aprender coisas que são mais relevantes para a vida dele", diz.

Novo ensino médio

O novo ensino médio começou a ser aplicado este ano em todo o país. Nos novos currículos escolares, parte das aulas ser√° comum a todos os estudantes do país e direcionada pela BNCC.

Na outra parte da formação, os próprios estudantes poderão escolher um itiner√°rio para aprofundar o aprendizado. As opções permitem √™nfase em √°reas de linguagens, matem√°tica, ci√™ncias da natureza, ci√™ncias humanas e ensino técnico. A oferta de itiner√°rios vai depender da capacidade das redes de ensino e das escolas brasileiras.

No primeiro dia de prova do Enem, a ideia é que as questões sejam interdisciplinares, ou seja, abordem mais de uma √°rea de conhecimento, e o principal foco seja em portugu√™s e matem√°tica. A prova de ingl√™s também ser√° integrada às demais √°reas. J√° a segunda etapa do exame ser√° voltada para a formação específica que os estudantes receberão no ensino médio. De acordo com o MEC, na hora da inscrição, os candidatos poderão escolher entre responder questões de linguagens, ci√™ncias humanas e sociais aplicadas; matem√°tica, ci√™ncias da natureza e suas tecnologias; matem√°tica, ci√™ncias humanas e sociais aplicadas; ou ci√™ncias da natureza, ci√™ncias humanas e sociais aplicadas.

Próximos passos

Para que isso se torne realidade, segundo a socióloga e professora aposentada da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Maria Helena Guimarães de Castro, algumas medidas do Inep são necess√°rias e urgentes, como a divulgação das matrizes que guiarão a elaboração das futuras provas. Maria Helena foi secret√°ria executiva do MEC e presidente do CNE. Ela foi a relatora do parecer que propõe as mudanças necess√°rias para o novo Enem.

"É muito importante divulgar as matrizes [do novo Enem] que vão seguir outra concepção de prova", diz. "Para a segunda etapa da prova, o Inep precisar√° fazer uma publicação, com edital, para montar os itens por √°reas que serão avaliadas. Para isso, vai precisar também das matrizes", acrescenta. As provas do Enem seguem uma série de etapas até ficarem prontas. A organização para um próximo exame começa ainda no ano anterior à aplicação. A reentruturação do Enem demandar√° ainda mais planejamento.

Segundo o parecer do CNE, é possível que o Enem passe a contar com questões dissertativas. Atualmente, o Enem é composto apenas por questões objetivas. A única parte subjetiva é a redação. Isso dever√° constar nas matrizes elaboradas pelo Inep.

Outras medidas apontadas como necess√°rias por Maria Helena são a criação e o fortalecimento do conselho de governança do novo Enem. "Como existe na maior parte dos países, com secretarias estaduais, escolas públicas, particulares, sob coordenação do Inep. Esse comit√™ deve acompanhar os trabalhos do Inep, dando transpar√™ncia ao processo", explica. O conselho chegou a ser formado, mas, segundo Maria Helena, ainda precisa ser de fato consolidado.

As mudanças do Enem foram citadas pelo Inep em coletiva de imprensa na segunda-feira (21), após a aplicação do Enem 2022. "A equipe do Inep hoje, j√° pensando na aplicação dos exames do futuro, est√° trabalhando na elaboração das matrizes do Enem de 2024, vinculado à BNCC. Claro que isso ser√° aplicado em 2024, mas ainda este ano queremos publicar o cronograma do Enem 2023, para que as pessoas possam se programar com anteced√™ncia", disse o presidente substituto do Inep, Carlos Moreno.

Segundo o presidente do Conselho Nacional de Secret√°rios de Educação (Consed), Vitor de Angelo, a expectativa é que a nova gestão do MEC acate o que j√° foi definido até aqui em relação ao novo Enem. "O Enem est√° bem maduro em termos de discussão, sobre a estrutura, sobre qual o modelo da avaliação. Agora, tem que fazer as questões, fazer os testes, tem ainda uma tarefa que é grande", diz.

O secret√°rio ressalta que o novo ensino médio tem aspectos muito diferentes do adotado nas escolas até hoje. "É uma completa novidade, então o novo Enem precisa estar alinhado a isso, uma vez que é a etapa subsequente, é a porta de entrada para o ensino superior. Não h√° como cursar o ensino médio querendo ir para o ensino superior sem passar pelo Enem e não d√° para o Enem ser uma avaliação que se debruça sobre os conhecimentos que se teve no ensino médio."

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
banner tvsampaio 728x90 - local 6
CAMPOS
Detran 20-27.10
CESMAC 50 - NOV2023
Clinica Sesi 25.03

Coment√°rios

banner TAVARES - 728X90 - 2
banner tv sampaio - local 3
p.contas GOV