sebrae 728x90
Detran 01.07
GOV - faz faz faz

José Loreto e Monique Evans abrem experiências sexuais traumatizantes e solidão do 'sex symbol'

.

Por Redação em 09/07/2024 às 19:33:58
Ator e apresentadora compartilharam gostos e relatos sobre a vida sexual desde jovens até os dias atuais No Surubaum desta terça-feira (9), Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank convidaram José Loreto e Monique Evans para abrirem o jogo sobre suas experiências sexuais traumatizantes, preferências na cama e o fardo de ser um sex symbol (símbolo sexual).

A conversa começou com a pergunta que deu nome ao programa: se os convidados já participaram de algum 'surubão', termo popular para uma orgia, festa erótica com muitos homens e mulheres. Enquanto Monique surpreendeu os apresentadores ao dizer que nunca participou disso, Loreto admitiu já ter vivido a experiência. "Mais de uma pessoa não rola. Sou careta, cara", disse Evans. "Já sem querer, sou careta também. Quando vi, tinha mais gente, as coisas acontecem", disse envergonhado.

Saiba-mais taboola

Ao Giovanna questionar se ela teve nunca teve pudor em ficar nua, Monique frisa que sua liberdade era no passado, em meados da década de 1980, quando posava pelada nas revistas. "Hoje em dia, apago a luz para me ver no espelho. Nem de biquíni, eu fico. Mas, naquela época, era muito natural e as fotos eram de longe, era artística. Tinha todo um contexto e a gente tinha pêlo também", declarou ao dizer que tampavam as partes íntimas, diferentes do tempos modernos.

José Loreto e Monique Evans participam do 'Surubaum'

Reprodução/Youtube

Sex symbol

Loreto demonstrou modéstia com o título de homem "gostoso" ao confessar que passou a se enxergar como sexy apenas mais velho, depois de começar a estrelar novelas. "Essas coisas falam por trás da gente, não falam na frente", disse aos risos ao dizer que não era um jovem bonito e ganhava no carisma. "Fui me tornar mais sex symbol por causa dos meus personagens...Aos 40, me confesso um sex symbol", refletiu o ator que chegou a participar da bancada do programa Amor & Sexo.

José Loreto e Monique Evans participam do 'Surubaum'

Reprodução/Youtube

Já Monique também demorou para se entender uma figura sexy. "Me achava horrorosa, era supercomplexada, me achava horrível, me escondia no colégio. Era muito alta, muito magra, quis ser modelo, mas me achava esquisitinha. No Chacrinha, que comecei a perceber a coisa do sensual em mim, porque eu era muito magricela. Aí fui ser madrinha de bateria e fui vendo que eu poderia ser sex symbol", avaliou.

Medo do envolvimento

Ela ainda revelou ter vivido uma solidão por conta do título de sex symbol, que afastava os homens de relacionamentos. "Eles tinham medo de chegar até mim, eu ficava sozinha muito tempo, sem namorados, era meio que triste isso. As meninas todas namoravam e eu sozinha, porque eles tinham medo", afirmou.

Monique contou que era muito tímida na vida pessoal, bastante diferente da figura pública, e que acaba se aproveitando da personalidade famosa para viver as relações. "Queriam o personagem. Não chegavam até a Monique. Ficava insegura em relação a isso", afirmou. "Os homens confundiam isso, achavam que eu era maluca e que só falava de sexo e eu era o contrário", confessou ao relembrar quando apresentava o programa Noite Afora.

"Engraçado esse negócio do amor, também sinto isso. Encontro a pessoa, um flerte, é no olhar que você percebe...'Tão legal o Zé Algo que você fez'...Você vê o olho buscando as imagens. Mas eu também sou interessante. Por isso que estou solteiro", refletiu o ator aos risos.

José Loreto e Monique Evans participam do 'Surubaum'

Reprodução/Youtube

Sem educação sexual

"Sempre fui muito bloqueada em relação à sexo, fui gozar depois de muitos anos, não me conhecia. Não sabia como era se masturbar. Fui aprendendo aos poucos, no programa mesmo", afirmou Evans ao dizer que o programa dos anos 2000 ter ajudado a própria apresentadora com as dúvidas sobre sexo. "Sempre falei que eu era muito ruim na cama", relembrou.

"Tive zero educação sexual na minha vida", confessou Loreto ao dizer que aprendeu "na marra" a viver as experiências sexuais, com pornografia e abriu um segredo. "Eu achava que eu não ejaculava. Quando eu comecei a transar, eu não gozava. Quando eu gozei a primeira vez, foi um susto com uma namoradinha que eu já tinha transado antes. Não ejaculava, porque não me manifestava para ejacular", relatou ao dizer que começou a ter pêlos por volta de 17 anos com uma puberdade tardia e chegou a usar shampoo para fingir que ejaculou.

Primeira vez

Monique contou que transou pela primeira vez aos 18 anos após um ano de relacionamento e fez sexo pelo medo de "morrer virgem" antes de uma cirurgia nos seios por achar que era câncer. "Ele não fez preliminares. Foi na marra, no seco, me acabou, fiquei meses machucada, tendo que passar creme. Traumatizei", relatou. "Hoje em dia, me pergunto se sempre fui sapatão, porque nunca gostei muito, ficava contando, gostava das preliminares", completou.

Ela também falou do início do relacionamento com a esposa, Cacá Werneck, que foi a primeira e única mulher com quem se envolveu amorosamente desde então. "Estava numa clínica, porque tenho borderline, e a Cacá foi me visitar, porque conversava comigo pela internet. Quando ela me deu um abraço, fez um negócio dentro de mim e comecei a pensar muito nela e perguntava para os meus amigos se eu estava 'ensapatando'", contou ao dizer que teve dificuldades para transar com a esposa nas primeiras vezes.

"Não sabia que tinha aquele negócio de não colocar o dedo nela, porque ela era ativa. Ninguém nunca tinha colocado o dedo nela, eu fui a primeira", disse.

Já Loreto disse que não lembra exatamente da primeira vez em que fez sexo. "Só lembro que foi sem gozo, sem preliminar, não foi bom nem para mim, nem para ela, deve ter fingido. A memória deu uma apagada", afirmou ao dizer que a última relação sexual havia sido horas antes da gravação do programa.

Tesão

"Não tomo iniciativa, porque sou total fora do sexo. Ela tem que vir a mim e me fazer sentir tesão", revelou Monique.

"O que me dá muito tesão é ver e sentir que a outra pessoa está com muito tesão, desde estar molhada, bafo, respiração", afirmou ao dizer que o que perde o tesão com "agressividade" ao relatar uma experiência em que a mulher quis dirigir a relação sexual.

Monique disse que também não gosta de agressividade ao dizer que recebeu uma mordida na cara. "Foi uma coisa horrorosa, saí correndo, pulei. A pessoa não abriu mais a porte, pulei do Play da pessoa lá para baixo. Eu era careca, no dia seguinte, tinha capa de jornal e fui toda roxa", relatou.

Amor

"Ter uma pessoa te esperando em casa que você ama, que você precisa, que tudo o que faz é para ela, é maravilhoso. Me sinto completa. Ela sabe da doença, ela também é bordeline, uma toma conta da outra e uma ajuda a outra. Precisava dessa segurança", afirmou Monique ao dizer que ficou quatro anos com depressão dentro de casa até conhecer a amada.

Já Loreto disse que tudo tem o ônus e bônus. "Está sendo muito importante estar solteiro. Não preciso de ninguém para me sentir completo. Estou louco para encontrar alguém legal para se conectar nessa lugar, encaixar, chegar em casa, ter alguém, dividir as responsabilidades. Eu sou amoroso, mas estou...", afirmou. "Em busca do sexo", acrescentou Ewbank aos risos.

Suruba

Loreto, Monique, Bruno e Giovanna elegeram Pabllo Vittar, Bruna Marquezine, IZA, Paulo André e Anitta para uma suruba dos sonhos dentre opções como Cauã Reymond e Rodrigo Hilbert entre os nomes.

Fonte: Revista quem

Tags:   Quem
Comunicar erro
banner tvsampaio 728x90 - local 6
CAMPOS
Detran 20-27.10
CESMAC 2024.2 728x90 l1

Comentários

banner TAVARES - 728X90 - 2
banner tv sampaio - local 3
p.contas GOV