sebrae 728x90
Detran 01.07
GOV - faz faz faz

Ricupero: Dá tristeza ver que a responsabilidade fiscal não pegou

Em sua participação no evento promovido pelo Instituto FHC para comemorar os 30 Anos do Plano Real, Rubens Ricupero, ministro que substituiu Fernando Henrique Cardoso na pasta da Fazenda em 1994 e ex-embaixador brasileiro na Itália ao longo de 1995, criticou a falta de compromisso de políticos até hoje com a responsabilidade fiscal.

Por Redação em 24/06/2024 às 18:05:25

Em sua participação no evento promovido pelo Instituto FHC para comemorar os 30 Anos do Plano Real, Rubens Ricupero, ministro que substituiu Fernando Henrique Cardoso na pasta da Fazenda em 1994 e ex-embaixador brasileiro na Itália ao longo de 1995, criticou a falta de compromisso de políticos até hoje com a responsabilidade fiscal.

+ 'O que aconteceu com o real é algo não repetível', diz Persio Arida em evento sobre 30 anos da moeda

+ 30 anos do Plano Real: 'FHC pediu demissão 3 vezes' em reunião, relembra Gustavo Franco

“Os políticos, a começar pelos mais altos escalões, eles não fazem uma ligação entre causa e efeito. Como a questão do gasto público. Para eles, inflação não tem nada a ver com gasto público, para eles é uma variável independente. Confesso que a tristeza maior que tenho é ver que, de tudo aquilo que não pegou [do Plano Real] foi a responsabilidade fiscal. É o mais difícil. É difícil para os americanos, para os franceses, os alemães, é muito difícil, mas aqui, se abandonou”, avaliou.

Ricupero reforçou que o Plano Real é “uma conquista” do Brasil. “Basta olhar para a vizinha Argentina. Estão onde estávamos 30 anos atrás, uma diferença colossal”, disse. E também aproveitou, como os demais participantes, para elogiar a atuação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

“FHC é a grande figura nessa história. O real, como toda grande obra, é uma obra coletiva, houve muitas contribuições. Mas algumas são mais duráveis e fundamentais do que outra. A dele, sem dúvida, foi a mais importante, tanto do ponto de vista qualitativo, como quantitativo”, afirmou.

O ex-ministro comentou ainda a atuação do então presidente na época do Plano, Itamar Franco, que classificou como “figura complexa”. “[Itamar] foi ao mesmo tempo indispensável e o maior obstáculo ao real. Mas ele tinha uma qualidade, ele sabia escutar.”

Sobre os efeitos do Plano Real, Ricupero destacou o perfil “miraculoso” que dominou o plano, de que “curava todos os males”. Mas o destaque, foi, claro, para o fim da hiperinflação. “O povo brasileiro de fato se convenceu da malignidade da inflação. Os políticos, eu não tenho tanta certeza.”

Estiveram presentes no evento alguns dos economistas que criaram a moeda mais longeva da história do Brasil, como André Lara Resende, Edmar Bacha, Gustavo Franco, Pedro Malan e Persio Arida. Arminio Fraga participou remotamente.

Fonte: ISTO É DINHEIRO

Comunicar erro
banner tvsampaio 728x90 - local 6
CAMPOS
Detran 20-27.10
CESMAC 2024.2 728x90 l1

Comentários

banner TAVARES - 728X90 - 2
banner tv sampaio - local 3
p.contas GOV