AMA e Cosems vão orientar municípios do estado sobre a vacinação da Covid

Por Redação em 15/01/2021 às 15:28:59
Assessoria

Assessoria

Enquanto o país aguarda a liberação da vacina contra covid-19 pela Anvisa, os municípios alagoanos já se organizam para as campanhas de vacinação. Na manhã desta sexta-feira, dia 15, o vice-presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), o médico e prefeito de Maragogi, Fernando Sérgio Lira, se reuniu com representantes do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) para discutir estratégias e orientar os prefeitos.

O objetivo é fazer alguns estudos para elaborar em conjunto uma nota de orientação e um plano de imunização para sugerir aos municípios. A AMA defende que profissionais de saúde e da educação sejam os primeiros a serem vacinados, levando em consideração se estão habilitados para isso.

O Cosems ficou responsável de refazer o quantitativo desses profissionais, idosos, acamados, com comorbidades, imunosuprimidos, cardiopatas e obesos, com base no relatório anterior da Influenza, para organizar a quantidade de insumos necessários. Na última quarta-feira, dia 13, o Governo do Estado anunciou que já adquiriu seringas e agulhas suficientes para garantir o abastecimento dos municípios que não tiverem insumos suficientes.

Segundo Fernando Sergio, é preciso que os prefeitos sejam claros com a população mostrando que neste primeiro momento não tem quantidade suficiente de vacina para que toda população seja imunizada. "Há vários tipos de peculiaridades da vacina que precisam ser contextualizados. Como, por exemplo, crianças de 12 a 18 anos que não podem ter acesso de acordo com as farmacêuticas", afirmou.

Na questão da educação, o plano é trazer os estudantes de volta para as escolas e evitar prejuízos no processo educacional, como o calendário letivo atrasado. A ideia é vacinar 40 a 60% dos profissionais da educação antes do retorno das aulas, que será no dia 1 de março.

Com base no plano anterior do Influenza, o Cosems está finalizando o plano para Covid-19 que servirá de orientação para o Governo Estadual e os municípios. O objetivo é finalizar o quanto antes para possibilitar a vacinação imediata, logo depois da liberação do Ministério da Saúde. Após o plano pronto, os gestores precisam da aprovação do Conselho de Saúde para evitarem fraudes.

Também estiveram presentes na reunião o superintendente da AMA, André Feitosa, as técnicas do Cosems Kathleen Moura e Larissa Guimarães, além do secretário de Saúde de Maragogi, Francisco Lins.

*Assessoria

Comunicar erro
maple 1

Comentários

META