Pref arapiraca - AQ. DE ALIMENTOS - 863
p.contas GOV
Detran 20-27.10
sebrae 728x90
arapiraca nov e dez
Gov fev - TEM,TEM,TEM 1 - Nov A.

Qual é a diferença entre desativar, desinstalar e colocar aplicativo em suspensão profunda?

Seja você um usuário casual de smartphones ou um entusiasta de tecnologia, é provável que já tenha se deparado com termos como desativar, desinstalar e suspensão profunda quando se trata de aplicativos.

Por Adeilson em 29/11/2023 às 05:33:21

Seja você um usuário casual de smartphones ou um entusiasta de tecnologia, é provável que já tenha se deparado com termos como desativar, desinstalar e suspensão profunda quando se trata de aplicativos. Mas o que exatamente essas ações fazem e qual é a diferença entre elas? Entenda a diferença entre desativar e desinstalar um app, ou se a melhor opção seria colocá-lo em suspensão profunda.

Leia também:

Desativar: Quando e por quê?

Desativar um aplicativo em um dispositivo Android ou iOS pode parecer uma opção misteriosa para muitos usuários. Em termos simples, desativar um aplicativo significa desligá-lo temporariamente, impedindo-o de funcionar em segundo plano e consumir recursos do sistema. Aqui estão alguns pontos-chave sobre a desativação de aplicativos:

Economia de recursos: Desativar um aplicativo é útil quando você deseja economizar recursos do sistema. Isso é especialmente relevante para aplicativos pré-instalados que você não usa com frequência, mas que ainda consomem memória e bateria.

Ocultar, não excluir: Ao desativar um aplicativo, você está essencialmente ocultando-o da tela inicial e desativando suas notificações. No entanto, o aplicativo ainda permanece no dispositivo, e você pode reativá-lo a qualquer momento.

Atualizações e correções: Mesmo desativado, um aplicativo pode receber atualizações e correções de segurança. Isso é importante para garantir que, quando você decidir usá-lo novamente, esteja utilizando a versão mais recente e segura.

Desinstalar: Removendo permanentemente o aplicativo

A principal diferença de desativar e desinstalar um app, é que um vai muito além do outro. Desistalar um aplicativo envolve a remoção completa do mesmo do seu dispositivo, liberando espaço de armazenamento e eliminando todos os seus dados. Nesse caso, ele possui diferenças de uma simples desativação da seguinte forma:

Liberação de espaço: A desinstalação é a escolha certa quando você precisa liberar espaço no seu dispositivo. Aplicativos grandes ou que acumulam dados ao longo do tempo podem ocupar uma quantidade significativa de armazenamento.

Exclusão de dados: Ao desinstalar um aplicativo, todos os dados associados a ele, como configurações e arquivos temporários, são removidos. Isso pode ser benéfico se você estiver enfrentando problemas relacionados aos dados do aplicativo.

Irreversibilidade: É importante destacar que a desinstalação é irreversível. Uma vez removido, você precisará baixar e instalar novamente se decidir usar o aplicativo no futuro. Certifique-se de fazer backup de dados importantes antes de desinstalar um aplicativo.

Desinstalação Padrão vs. Desinstalação Forçada: Em alguns casos, você pode encontrar a opção de desinstalar aplicativos padrão do sistema. Embora muitos aplicativos possam ser desinstalados, alguns aplicativos essenciais do sistema podem ter apenas a opção de desativação.

(Imagem: Trusted Reviews)

Suspensão profunda: Uma abordagem diferente para a economia de energia

A suspensão profunda, ou hibernação de aplicativos, é uma funcionalidade mais avançada que visa economizar energia, limitando a atividade em segundo plano de aplicativos específico e que ele continue enviando notificações e possui algumas diferenças de desativar e desinstalar um aplicativo. Aqui estão os pontos principais sobre a suspensão profunda:

Economia de energia: A suspensão profunda vai além da desativação ao suspender completamente a execução do aplicativo, reduzindo drasticamente o consumo de bateria. Isso é particularmente útil para aplicativos que continuam a consumir energia mesmo quando não estão em uso.

Reativação sob demanda: Ao contrário da desinstalação, a suspensão profunda permite reativar rapidamente um aplicativo quando você decidir usá-lo novamente sem a necessidade de instalação e após uso, ele permanecerá sem consumir dados. Isso é conveniente para aplicativos que você usa ocasionalmente, mas não quer que consumam recursos constantemente.

Controle fino: A suspensão profunda oferece um controle mais refinado sobre quais aplicativos são suspensos. Isso permite personalizar a economia de energia de acordo com suas necessidades específicas.

Escolhendo a melhor opção para você

Em resumo, a diferença de desativar e desinstalar aplicativos ou colocá-los em suspensão profunda é bem tênue mas são ferramentas valiosas para gerenciar seus aplicativos de maneira eficaz. A escolha entre elas dependerá de suas necessidades específicas e do equilíbrio entre economia de recursos, espaço de armazenamento e conservação de energia.

  • Desativar é uma opção intermediária, útil para aplicativos que você não usa com frequência, mas que ainda deseja manter no dispositivo.
  • Desinstalar é a escolha quando você precisa liberar espaço de armazenamento e está disposto a abrir mão permanentemente do aplicativo e de seus dados.
  • Suspensão Profunda é a melhor opção para economia de energia, permitindo que você mantenha aplicativos disponíveis para uso rápido, sem comprometer a vida útil da bateria.

Em última análise, entender essas opções permitirá que você otimize o desempenho do seu dispositivo e mantenha-o funcionando de maneira eficiente. Lembre-se de avaliar suas necessidades pessoais ao decidir entre desativar, desinstalar ou usar a suspensão profunda, garantindo que seu dispositivo atenda perfeitamente às suas preferências.

Fonte: Olhardigital

Comunicar erro
banner tvsampaio 728x90 - local 6
CAMPOS
CESMAC 50 - NOV2023
SESI novo 2024

Comentários

banner TAVARES - 728X90 - 2
banner tv sampaio - local 3