BannerAseguir3

Possível rompimento de barragem pode causar ainda mais estragos em Santana do Ipanema

Cidades de Poço das Trincheiras, Batalha e Olivença, situadas no Sertão, também podem ser atingidas

Por Pedro em 07/04/2020 às 09:15:14
Reprodução

Reprodução

O possível rompimento da barragem na cidade de Águas Belas, em Pernambuco, pode causar ainda mais estragos no município de Santana do Ipanema, Sertão de Alagoas. Segundo a Defesa Civil Estadual, 70 casas na região podem ser destruídas pelo volume da água que vem do estado vizinho. Além de Santana, as cidades de Poço das Trincheiras, Batalha e Olivença podem ser atingidas, mas em menor proporção.

As Defesas Civis de Alagoas e Pernambuco, a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e, também, militares do Corpo de Bombeiros (CB) estão atuando na região e monitorando a barragem Ipanema 1.

"Estamos fazendo solicitação de situação de emergência ao governo Federal. Já encaminhamos ofícios e relatório fotográfico informando todos os prejuízos públicos e privados na cidade. Os desabrigados serão atendidos pelo governo Federal", afirmou o bombeiro militar da Defesa Civil do Estado, capitão Allan Cavalcante.

Os órgãos responsáveis pelo monitoramento estiveram no estado de Pernambuco, no último sábado (4), e avaliaram a situação da barragem. As autoridades alertam para o risco de rompimento da barragem, mesmo com o nível de água mais baixo.

"Todos os órgãos de Alagoas estiveram no sábado, na PE-300. A rodovia se encontra fechada, assim como a ponte. Nós encontramos várias fissuras ocasionadas pelo tempo dela, além de rachaduras. O alerta existe e o rompimento pode ser a qualquer momento. As chuvas diminuíram em PE, e a barragem está no volume mínimo, mas o alerta continua e, em caso de evacuação, teremos uma hora e meia para retirar as famílias", disse o capitão.

Segundo ele, as cidades de Poço das Trincheiras, Batalha e, também, Olivença também podem ser atingidas, mas os danos causados lá serão menores. "Em Poço das Trincheiras, a parte que pode ser atingida fica na zona rural. De cinco a seis residências podem ser afetadas, sendo que três delas foram destruídas na última enchente. Muito pouco será sentido em Batalha e Olivença, mas é preciso seguir no alerta. As famílias já estão avisadas", afirmou Cavalcante.

Em caso de dúvida, a população pode entrar em contato com a Defesa Civil, através do número 3315-2843, e, também, pelos canais de atendimento do Corpo de Bombeiros.


Fonte: Gazetaweb

ZPTRAN AutoEscola

Comentários

META